Primeiro, foram os disquetes, lembra? Você comprava um para os principais arquivos e, em pouco tempo, você tinha uma verdadeira coleção. De lá pra cá, já passamos por muitas outras formas de armazenamento de dados indo dos CDs e DVDs até os pendrives. Agora, a bola da vez é o armazenamento em nuvem.

Em vez de andar com pendrives, que podem ser danificados ou perdidos, você armazena todas as suas informações na nuvem e aproveita a flexibilidade do serviço de empresas como Dropbox, Google Drive, SkyDrive, iCloud, entre outras.

Mas, afinal de contas, o que é essa nuvem? Resumindo, significa dizer que servidores em várias partes do mundo guardam informações que podem ser acessadas a partir de qualquer lugar ou dispositivo – uma nuvem de recursos de computação.

Se, por um lado, a praticidade é enorme, a adoção da nuvem pode culminar em problemas de segurança. Um dos mais recentes desses casos ficou claro no vazamento de fotos íntimas de várias celebridades norte-americanas. Mas isso não é tudo. Também pode ocorrer a violação de diversos outros dados, incluindo senhas de e-mail e vazamentos de informações confidenciais.

Isso não significa que esses serviços são inúteis. Ao contrário, eles ajudam muito, mas precisam de alguns cuidados para aumentar a sua segurança. Confira:

Senhas fortes e Logins diferenciados

A maneira mais simples de proteger toda e qualquer informação armazenada na nuvem é investir em senhas fortes que dificilmente serão descobertas. Evite palavras que podem ser encontradas no dicionário, datas ou nomes. Procure criar senhas longas que misturem números, letras e símbolos alfa numéricos.

Evite também os logins muito básicos, como o seu nome seguido do provedor de e-mail. Se você tiver mais de uma conta, procure variar os logins para garantir que pessoas mal intencionadas não deduzam as demais informações.

Autenticação em dois passos

Embora diminua a praticidade, a autenticação garante uma camada de proteção a mais sobre tudo aquilo que você armazena. Cada vez mais sites oferecem a opção, incluindo Google, Facebook e Twitter. Por isso, aproveite!

E-mails com finalidades financeiras

Uma ideia excelente para proteger dados bancários é criar e-mails específicos para qualquer conta que tenha informações financeiras ou de cartões de crédito.

Posteriormente, essas informações podem ser recuperadas e salvas para outros e-mails, caso haja necessidade.

Backups de informação

Ninguém pode evitar que as nuvens falhem em algum momento. Por isso, qualquer informação essencial deve ser armazenada em diferentes lugares. Deixe-as salvas também em seu PC ou HDs externos, mantendo esses dispositivos sempre em locais seguros!

Aumente a proteção a informações específicas

Antes de subir seus dados para a nuvem, garanta que as informações estarão devidamente protegida. Você pode fazer isso em três níveis diferentes. O primeiro é proteger documentos de Word ou Excel com senhas a partir do caminho: “Ferramentas > Proteger Documento > Criação de uma senha”. Outra maneira é colocar uma camada de criptografia e comprimir seus arquivos em formatos como .rar ou .zip para dificultar a visualização. Por fim, sites de segurança completos oferecem programas de encriptação.

Proteção em todos os equipamentos

Certifique-se de que todos os seus dispositivos estejam igualmente seguros. Utilize aplicativos e ferramentas que permitam o bloqueio dos aparelhos e também invista em rastreadores. Lembre-se ainda de usar senhas como o PIN para bloquear seus dispositivos móveis.

Atualizações periódicas

Garanta que seus sistemas operacionais, navegadores, aplicativos e antivírus estejam sempre atualizados com as últimas versões, que deixam o dispositivo menos vulnerável a ataques.